#BoicoteAvon: Marca tenta lacrar e “desconstruir” crianças, mas toma uma enxurrada de negativações.

Compartilhe com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mais uma marca segue a moda de lacrar, quebrar tabus e desconstruir padrões da sociedade machista e patriarcal, claro, usando crianças….

A marca de cosméticos AVON patrocinou o documentário “Repense o Elogio”, o filme quer fazer você acreditar que chamar uma menina de “PRINCESA” é um absurdo, vale salientar que o os mesmos lacradores que acham que chamar menina de princesa é palavrão, são os mesmos que apoiam que uma criança toque em adulto pelado, afinal isso é empoderar.

Mas parece que o tiro saiu pela culatra, no Youtube o vídeo já conta com quase 20 mil “não gostei” e menos de mil “gostei”. Na descrição divulgada no canal oficial da empresa o documentário  tem o objetivo de fazer “a reflexão sobre a maneira como os filhos e filhas são elogiados”. Contudo, há cenas onde claramente promove uma troca de lugares, com meninos se vestindo como meninas e meninas rejeitando a feminilidade. Assista:

Os comentários também não são nada favoráveis à empresa, nem no Youtube e muito menos no Facebook, conforme vocês podem ver pelos prints abaixo: 

Essa não foi a primeira vez que a AVON tenta empoderar e quebrar tabus, a empresa já havia usado o marketing de lacração quando lançou maquiagem de gênero neutro:

Assista:

 

Acho que essas empresas deveriam se preocupar apenas em fazer seus produtos, em vez de querer ensinar como as famílias devem educar seus filhos, se você concorda comigo lembre-se que boicote é justo e legítimo #BoicoteAvon

Siga Rafael Zucco no Facebook.

Leia Também:

Leave a comment

Your email address will not be published.


*