Aquecimento Global e retaliações – Entrevista com Ricardo Felício

Compartilhe com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prof Felício é metereologista, geografo e climatologista. Com um currículo invejável, coleciona artigos com relevância acadêmica.

Sua formação acadêmica é admiravél.

Sofrendo sanções como: redução de 85% de salário, congelamento de subsídios  processos administrativos infundados sem a possibilidade de ter o direito a ampla defesa e ao contraditório, já que o processo corre em segredo de Justiça e o mesmo não conseguiu acesso ao teor, esta a mercê de pessoas com interesses escusos e relações obscuras.

Envolto em uma teia de interesses políticos, é permanentemente atacado de todas as formas, sofrendo punições de toda sorte as quais não fez por merecer, é obrigado a se subjugar pois é o seu único meio, no momento atual, de atender as suas necessidades básicas.

Assista a entrevista que o Prof Ricardo Felício concedeu ao “O Retrogrado” e assine o abaixo-assinado de apoio ao professor:

O prof Felício é metereologista, geografo e climatologista. Com um currículo invejável, coleciona artigos com relevância acadêmica.

Sua formação acadêmica é admiravél.

Doutor em Geografia Física, Universidade de São Paulo (2007), Mestre em Meteorologia Antártica, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2003) e Bacharel em Ciências Atmosféricas, Universidade de São Paulo (1998).

Com uma vasta experiência profissional, onde leciona na Universidade de São Paulo (2008 – atual), é Professor Doutor e ministra aulas de Climatologia I, II, e Mudanças Climáticas para alunos do curso de graduação em Geografia, no Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

Atua na disciplina “A Escala Geográfica e Estudos Avançados de Variabilidade Climática” para alunos do curso de Pós-Graduação em Geografia, no Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

Também atua na Academia Brasileira de Estudos Estratégicos – ABRAEE (atual)

E é Membro Titular e Co-fundador e elabora estudos estratégicos como subsídio a necessidades governamentais e de empresas do setor privado.

Promeveu cursos de Meteorologia para pilotos.

Participou das Operações: Antártica XX e 1º e 4º voos de Apoio. Previsor Meteorologista na Estação Antártica Comandante Ferraz durante o verão I e II. Apoio à EACF, NApOc Ary Rangel e diversas estações/navios internacionais em operação na região, Antártica XVIII e 4º voo de Apoio. Estágio em Meteorologia Antártica na NApOc Ary Rangel com o trabalho “A Influência da Meteorologia nas Operações Aeronavais Brasileiras”.

Atuou na Marinha do Brasil (2000) e foi  Gerente de Projetos. Esses projetos envolvem Gerência de projetos ambientais e Meteorologista. Análise de dados meteorológicos para estudos ambientais diversos.

Com uma excelente formação complementar, atua também como professor no Centro de Estudos da Computação e na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – INFRAERO (1996).

Com treinamento em informática para técnicos da Petrobrás, Gerência do Banco de Boston e Diretoria da Knoll (Grupo BASF), atuou como professor no Governo do Estado de São Paulo.

Com experiência em docência para o 2º grau das disciplinas de Matemática, Desenho e Física.

Fez parte do honroso Ministério da Aeronáutica – Força Aérea Brasileira – contribuindo para Coleta e Análise de dados meteorológicos; confecção e conversão de códigos meteorológicos aeronáuticos na Estação Meteorológica de Superfície (EMS) Base Aérea de Guaratinguetá, e Estação Meteorológica de Altitude (EMA) Aeroporto Internacional de São Paulo – Congonhas.

Participou também do Grupamento de Tráfego Aéreo – GTA. Na área de Conversão de códigos meteorológicos aeronáuticos e briefing para pilotos e navegadores no Centro Meteorológico de Aeródromo C.M.A-2, Aeroporto Internacional de Viracopos. E no Grupamento de Tráfego Aéreo – GTA. Na área de Previsão meteorológica da área FIR; Análise de cartas sinóticas e dados meteorológicos; SKEW-T; Confecção de TAF, SIGMET, AERMET, GAMET e aviso de aeródromo, além de briefing para pilotos e navegadores, no Centro Meteorológico de Aeródromo C.M.A-1 do Aeroporto Internacional de Guarulhos – Cumbica e no Centro Meteorológico de Vigilância C.M.V do Aeroporto Internacional de Guarulhos – Cumbica, é covardemente perseguido pelos seus opositores, tendo sua imagem e moral devastada.

Sofrendo sanções como: redução de 85% de salário, congelamento de subsídios  processos administrativos infundados sem a possibilidade de ter o direito a ampla defesa e ao contraditório, já que o processo corre em segredo de Justiça e o mesmo não conseguiu acesso ao teor, esta a mercê de pessoas com interesses escusos e relações obscuras.

Envolto em uma teia de interesses políticos, é permanentemente atacado de todas as formas, sofrendo punições de toda sorte as quais não fez por merecer, é obrigado a se subjugar pois é o seu único meio, no momento atual, de atender as suas necessidades básicas.

Assista a entrevista que o Prof Ricardo Felício nos concedeu e assine o abaixo-assinado de apoio ao professor.

APOIO: Petição Pública de apoio ao prof Ricardo Felício:
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR100626

About the Author

Camila Abdo
Jornalista (MTB - 0083932/SP; Associação Brasileira de Jornalista -ABJ- 2457). Escrevo para: -oretrogrado.com.br -www.libernews.com.br e o meu blog pessoal politicaedireito.org/br

Be the first to comment on "Aquecimento Global e retaliações – Entrevista com Ricardo Felício"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*