Mulher mata namorado a tiros após ‘sumiço’ no fim de semana em Dourados

Compartilhe com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Antônio Silva Fernandes, de 43 anos, foi morto com um tiro no peito, próximo ao pescoço, na manhã de ontem na Vila Toscana, em Dourados. O crime ocorreu na frente da casa da ex dele, uma mulher de 43 anos, que confessou o crime e foi presa pela polícia quando buscava o filho dela na escola.

Em depoimento prestado no 1° Distrito Policial de Dourados, ela contou a versão para o crime, e disse que atirou contra o homem para que ele fosse embora da frente da casa dela. A indisposição com o namorado, com quem reatou há 30 dias, teria ocorrido pelo ‘sumiço’ dele no fim de semana.

Segundo contou a mulher, ela foi casada com a vítima por um ano e meio, quando se separaram. Após o término da união, eles começaram a se reencontrar e resolveram retomar a vida de casal, fato ocorrido há 30 dias.

De acordo com depoimento da autora do crime, ambos mantinham relacionamento conturbado e o fato de Antonio passar o domingo sem dar ‘satisfação’ a ela, fez com que a mulher fosse até a casa do homem na manhã de ontem, no Altos do Indaiá, para saber o paradeiro do namorado. Isto aconteceu após quase 40 chamadas telefônicas somadas a mensagens não respondidas, segundo ela.

 

Ao chegar no local, encontrou apenas o filho de Antonio. Segundo disse, ela foi até o quarto e, sabendo onde o homem escondia uma arma, pegou o objeto e saiu. De volta à residência, Antonio foi avisado sobre a visita da mulher e que ela havia levado o revólver dele, calibre 38.

Foi quando o homem se dirigiu à casa da mulher, a chamou no portão e tentou conversar. A mulher não quis contato e atirou para o alto, tentando fazer com que Antonio fosse embora. O namorado insistiu e, em seguida, ela disparou outra vez, agora em direção à rua. Foi este disparo que atravessou a lata do portão e acabou acertando a vítima, perto do pescoço.

Ao perceber que havia ferido o homem, a mulher acionou o Samu, mas os socorristas encontraram o homem morto.

Após o assassinato, a mulher saiu e foi buscar o filho dela na escola, sendo presa em seguida por uma equipe de policiais civis de plantão em ação com a Polícia Militar. A suspeita foi encaminhada ao 1º Distrito Policial, onde prestou o depoimento. Quando foi detida, os policiais encontraram com a mulher um revólver de calibre 38. Testemunhas afirmaram que havia, com frequência, discussões na casa onde o crime ocorreu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *