Por que sou Homem e Contra o Feminismo?

Compartilhe com seus amigos
  • 486
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    486
    Shares

Geralmente sou atacado por ser homem e contra o feminismo, me mandam estudar e eu fui, sou homem e luto contra o feminismo por essas razões, algumas feministas culpam toda uma sociedade e inventam uma cultura que não existe exatamente a fim de culpabilizar TODOS os homens, lembram do caso José Mayer?? Coletivizam a atitude de um marginal assassino comigo, com meu pai, meus avós, amigos e parentes e ainda rebaixam os homens a “omis”, sim não para por ai….

No dicionário feminazista existem outras palavras muito utilizadas, como “empoderamento”, “migas”, “patriarcal”, “sororidade”, “apropriação cultural”, “cis”, que se juntam a bordões como “close errado”, “male tears”, “me poupe, se poupe, nos poupe”, “para que ta feio”, enfim, tudo para dividir a sociedade e colocar homens de bem no mesmo patamar de assassinos e estupradores, o resultado é uma sociedade que forma homens cada vez menos masculinizados e que se sentem cada vez mais responsáveis por cada vez que uma mulher é assassinada ou estuprada, programas de TV sensacionalizam qualquer morte que envolva mulher, afinal é biológico querermos defender mulheres e crianças, enquanto que no país de 60 mil assassinatos 92,5% das vítimas de homicídio são homens e 80% das vítimas de latrocínio, mas quem se importa? A resposta é que homens são violentos e a culpa é só deles, sim, conseguem responder isso tranquilamente, eu como homem, tenho 11 vezes mais chance de sair para trabalhar e não voltar do que qualquer mulher, mas a culpa é minha, dizem feministas.

Feministas falam que brigaram pelo voto, muitas citam a sufragista Pankhurst, mas o que poucos falam é que ela era uma burguesa, que lutava pelo voto feminino das classes ricas, na mesma época homens sem posses não tinham direito a voto, ela também foi responsável por distribuir plumas brancas a homens jovens que não queriam ir para guerra, a pluma representava a covardia, afinal homens tem que morrer no campo de batalha, somos descartáveis, prova disso é que 95% das mortes em trabalho são de homens e poucos sabem disso, afinal a mídia globalista apenas espalha que a maioria dos cargos de chefia são de homens, mas dizer que também somos a grande maioria que morre trabalhando não venderia revistas e nem cliques, somos homens, quem se importa???

“Sem o feminismo mulheres não estudavam”, até o começo do século apenas pessoas de posses podiam estudar, homens eram o provedor do lar e pouquíssimas famílias investiam no estudo, mas temos exemplos aqui no Brasil, a doutora Ermelina Lopes Vasconcelos, nascida em 1866 foi a segunda mulher a se formar em medicina no Brasil, muito antes de qualquer feminismo, antes dela Rita Lobo fazia história, nessa mesma época de Ermelina e Rita Lobo, o que o feminismo não diz é que homens morriam em média antes dos 30 anos, por jornadas desumanas e trabalhos periculosos, na cabeça de feministas homens passavam o dia bebendo, enquanto as mulheres viviam em casa apanhando, não, homens e mulheres tiveram vidas duras e ambos sofreram, muitos deram a vida em troca de fortalecer a sociedade.

Poderia aqui escrever um livro, mas outra falácia é de que o feminismo fez a mulher trabalhar, elas inclusive citam o famoso cartaz “We Can do It”, que simboliza a força da mulher, mas o que ocorreu na época é que homens morriam no campo de batalha ou voltavam mutilados, os grandes capitalistas estavam sem mão de obra e bolaram o brilhante cartaz, pois as mulheres não queriam ir para fábricas, escolheram uma modelo, chamada Geraldine Doyle, que trabalhava na fábrica, ela era musicista e considerava que ser operária era muito perigoso e o trabalho muito pesado, não a toa ficou apenas 2 semanas e largou o emprego, casou-se, virou bela, recatada e do lar, teve 6 filhos e seu casamento durou toda sua vida.

Pergunte a alguma feminista se elas sabem a maioria das coisas escritas nesse texto e comprove, por que elas mandam estudar, estudar é chato e quase ninguém o faz, quando faz, deixa de ser feminista!!

Eu Rafael Zucco posso dizer: #SomosTodosMirella

Link da notícia: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/jovem-morta-em-flat-foi-vitima-de-violencia-sexual-e-tortura-diz-policia-civil-de-pe.ghtml

Link do post original: https://www.facebook.com/forafeminismo6/photos/a.1186929661425071.1073741826.1186598764791494/1260317194086317

1 thought on “Por que sou Homem e Contra o Feminismo?

  1. eu sei, uai, e sou feminista. o problema das coisas que vc aponta não é o feminismo, mas a mídia de massa cooptando movimentos sociais e enfiando merda na cabeça das pessoas, que preferem “lacrar” do que debater e buscar soluções para os problemas atuais. q preferem defender sherazade, a pobre coitada q ganha 300 mil, do q falar da maria eduarda, baleada na escola. se vc ler textos de feministas atuais com pensamento mais crítico, e ler feministas mais antigas negras como bell hooks, angela davis, audre lorde, elas trazem mta reflexao importante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *