Refugiados suspeitos de matar a filha receberão compensação em dinheiro do governo sueco.

Compartilhe com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Refugiados suspeitos de matar a filha receberão compensação em dinheiro do governo sueco.

Espera-se que um casal de refugiados recebam mais de 14.000 libras cada, depois de ambos terem sido absolvidos de matar sua filha, porque os promotores não conseguiram decidir qual dos pais cometeu o ato.

Em junho do ano passado, uma criança de cinco meses de idade foi encontrada morta em um centro de refugiados na cidade sueca de Sunne. A criança foi fisicamente espancada e teve trauma na cabeça, ela morreu mais tarde em um hospital em Karlstad.

A mãe e o pai da criança foram presos e julgados, mas devido ao fato de que a acusação não pode determinar qual dos pais matou o bebê, a mãe foi absolvida e pode receber um pagamento em dinheiro do governo por danos, diz o jornal sueco Nya Wermlands-Tidningen.

A mãe de 26 anos de idade foi julgada por três meses antes de o tribunal decidir. Durante o julgamento, tanto a mãe quanto o pai da criança produziram histórias conflitantes, cada um culpando o outro pela morte do bebê.

O promotor Barbro Brännlund disse: “Nós sabemos o horário  e o lugar; e que um deles o fez. Mas suas histórias são muito diferentes e não podemos provar qual versão é verdadeira, então não há como processar ninguém “.

Também durante o processo de julgamento, a mãe da criança mentiu sobre sua própria identidade para o tribunal. Apesar disso, ela quer receber compensação   de pouco mais de £ 14.000. O promotor tentou reduzir o valor, porque a mulher mentiu sobre sua identidade, mas isso foi negado pelo tribunal.

Ulf Ljungqvist, o advogado do pai de 20 anos, disse que também vai procurar danos similares para o seu cliente. Ele defendeu o pagamento de dinheiro dizendo: “É um resultado do fato de que vivemos em uma sociedade governada por lei. Isso é o que acontece se você for inocentado. “O julgamento do tribunal não pode ser apelado.

A violência em centros de refúgiados tem sido prevalente durante a crise dos refugiados e muitas vezes toma a forma de abuso doméstico. Em um centro de refugiados alemão, um homem sírio tentou matar seus três filhos, jogando-os para fora de uma janela. Duas das crianças sofreram lesões enquanto sua irmã de um ano escapou da tentativa de assassinato sem ferimentos graves.

Em abril do ano passado, outro homem sírio espancou sua esposa com tanta força que acabou matando-a. Segundo relatos, o homem discutiu com sua esposa constantemente e batia-a regularmente junto com seus filhos.

No final do ano passado, um imigrante checheno também matou sua esposa jogando-a pela janela, indo para fora e depois esfaqueando-a até a morte. O homem de 31 anos acusou sua esposa de ser infiel antes de matá-la e mais tarde foi preso pela polícia por seu assassinato.

Fonte: http://www.breitbart.com/london/2017/04/01/asylum-seeker-suspected-killing-child-receive-cash-payout-swedish-government/

Be the first to comment on "Refugiados suspeitos de matar a filha receberão compensação em dinheiro do governo sueco."

Deixe uma resposta